(12) 3937-5388 / (12) 98895-1591 Pq. Industrial | (12) 3911-6269 / (12) 98857-1074 Vila Ema | ATENDIMENTO 24H
Saúde felina

Os bichinhos merecem todo amor e cuidado de seus donos. Levar o pet ao veterinário é um deles.

 

Escolher (ou ser escolhido) por um bichinho para integrar a família é um momento único e muito especial. Alguns chegam filhotes aos novos donos, outros já adultos, tem os que precisam de cuidados especiais.

Além do amor de seus tutores, todos esses bichinhos, independente da raça ou idade, precisam de acompanhamento de um médico veterinário.

Só ele será capaz de examinar seu bichinho com atenção e dizer o que ele precisa, dando orientações básicas com relação à alimentação, vacinas, vermifugação, até prescrever tratamentos com os medicamentos adequados para cada situação.

É claro que muitos tutores morrem de dó de expor seus bichinhos ao stress de um “passeio indesejado”. Os pets geralmente chegam tremendo, estranham os outros animais e o local.

Por isso, a importância de visitas regulares fazem com que seu pet se acostume com o ambiente e não sofra tanto.

 

  • Quando ir ao veterinário
  • Vacinas
    • Cães
    • Gatos
  • Check-up e exames
  • Doenças

 

Quando ir ao veterinário

 

Um erro comum é levar o pet ao veterinário apenas para checar as vacinas, ou quando o animal já está doente. Geralmente são os tipos de doenças que poderiam ser detectadas precocemente ou mesmo evitadas se a regularidade das consultas fosse mantida.

O profissional é especializado e capaz de identificar sinais de doenças quase que imperceptíveis aos tutores. Exames físicos, como o apalpar de órgãos internos, diagnosticam males que para os tutores são invisíveis.

 

 

Cada fase da vida do seu cão ou gato tem uma regularidade ideal de visitas. As recomendações para cada etapa são:

 

– Filhotes (até os 6 meses): Por conta das vacinas e crescimento do filhote, um acompanhamento mais próximo deve ser feito, então as consultas devem ser mensais até os 6 meses de idade. Nesse período o profissional pode avaliar o desenvolvimento do filhote e prescrever os cuidados básicos com o pet nesse período.

 

– Adultos (a partir dos 7 meses): Com 7 meses o pet já é considerado um adulto, então consultas anuais são suficientes. O animal receberá as vacinas de reforço e será feita uma avaliação clínica para analisar boca e ouvidos, qualidade do pelo e ganho de peso.

 

– Idosos (a partir dos 7 ou 8 anos): Com passar dos anos, nossos amigos vão se tornando mais frágeis, e a partir dos 7 anos são considerados idosos. Nesse caso recomenda-se consultas semestrais. Além da avaliação clínica, alguns exames serão realizados como exame de sangue, ecocardiograma e raio-x do tórax e será avaliado a pressão arterial e a função renal dos bichinhos.

 

Em todas essas fases são necessários os controles de pulgas e carrapatos (mensalmente) e a vermifugação a cada três meses.

 

Vacinas

 

– Cães

A primeira vacina é a V10 — que previne contra cinomose, coronavirose, hepatite (adenovirose I), adenovirose II, leptospiroses, parvovirose e parainfluenza. Tomada em três doses, tem reforço anual.

 

 

Contra a giardíase e gripe também é dada aos dois meses, com um intervalo de 2 dias após a primeira dose. A vacina antirrábica é anual e obrigatória.

 

– Gatos

A vacina mais importante para os gatos é a quíntupla, ministrada nos primeiros quatro meses de vida em três doses. Ela previne contra rinotraqueíte viral felina, calicivirose felina, panleucopenia felina, clamidiose felina e leucemia felina — e também tem reforço anual. Os gatinhos também devem ser obrigatoriamente vacinados contra a raiva, todos os anos.

 

 

Check-up e exames

 

As consultas de check-up devem ser realizados pelo médico veterinário. Durante a consulta, o animal passa por uma anamnese, exame físico, e em alguns casos, exames laboratoriais também. Tudo para garantir a saúde do bichinho.

 

Anamnese: o tutor responde ao veterinário perguntas sobre comportamento geral do animal, frequência do cio, alimentação, quantidade de água ingerida, passeios.

 

 

Exame físico: o veterinário avalia a presença de pulgas e carrapatos, a pele, saúde bucal, ouvidos, ausculta o coração e pulmão, além de aferir a pressão.

 

Exames laboratoriais: os mais comuns são hemograma e avaliação das funções renais e hepáticas, ultrassom e radiografia.

 

 

Doenças

 

As doenças mais comuns, silenciosa para os tutores, e que são diagnosticadas em visitas ao veterinário são:

 

  • Alergias, muitas vezes alimentares
  • Artrites/artroses
  • Cistite
  • Doenças cardiovasculares
  • Doenças endócrinas como hipotiroidismo (em cães), hipertiroidismo (em gatos) e diabetes.
  • Doenças periodontais (o tártaro, além de causar mau cheiro na boca, também é fonte de infecção bacteriana)
  • Doenças renais, especialmente em gatos acima de 8 anos.
  • Obesidade
  • Otite, ou seja, inflamação ou infecção do conduto auditivo
  • Vermes
  • Câncer, principalmente animais acima de 8 anos e não castrados e gatos de vida livre.
  • Leishmaniose
  • Doença do carrapato
  • Insuficiência renal (principalmente em gatos)
  • Intoxicação

 

Manter a rotina de vacinação, exames e levar o pet ao veterinário é muito importante para a saúde do seu bichinho. Até porque, esse profissional acompanhará a vida do seu pet por muitos anos!

 

Ainda tem alguma dúvida? Fale com a gente!

 

Fique por dentro das dicas sobre o mundo incrível dos animais. Siga-nos nas redes sociais

https://www.facebook.com/clinicacarinhodebicho/

Instagram: @carinhodebichohospital